7 armas introduzidas na Primeira Guerra Mundial

0 Flares Facebook 0 Google+ 0 Email -- 0 Flares ×

 

Durante a Primeira Guerra Mundial se dizia que aquela seria a guerra para acabar com todas as guerras, afirmação que se mostrou estupidamente errada nos anos seguintes. Ela se estendeu de 1914 a 1918; esses anos mudaram o mundo e trouxeram inovações nos armamentos e táticas utilizadas. Conheça hoje algumas das armas mais terríveis introduzidas nos campos de batalha durante o conflito:

  1. Metralhadora

quimica II

Propriamente, a metralhadora já havia sido utilizada antes em outros conflitos, mas nunca na escala em que foi vista naqueles dias. As táticas antiquadas dos comandantes contribuíram para essa se tornar uma das armas mais mortais da guerra;

  1. Avião de combate

barão vermelho

A aviação dava os primeiros passos durante o início do século XX. Não demorou nada para que os exércitos de ambos os lados começassem a utilizá-lo de forma sistemática. No início, sua função era de observação, principalmente para saber como estavam dispostas as tropas inimigas.

O passo seguinte foi o de inserir armas variadas entre os seus equipamentos. As mais famosas foram as metralhadoras frontais que eram utilizadas nos combates. Na época, os países envolvidos no conflito perdiam tantos pilotos em treinamento como em combate, sendo a vida de um piloto resumida, em média, a alguns dias ou semanas.

  1. Granada

1503024

A granada de mão foi inventada em 1915 por William Mills. Se popularizou rapidamente pelos exércitos dos dois lados em modelos diferentes. Foram fabricadas aos milhões. Passaram por várias modificações que as tornaram mais confiáveis e efetivas;

  1. Lança Chamas

84411989

A arma foi inventada por Richard Fiedler e expelia uma chama a vários metros. Foi utilizada inicialmente pelos alemães, depois foi adotada pelos demais países. Eram operados por dois soldados e eram os primeiros alvos visados pelos inimigos. Os soldados que os utilizavam não eram bem vistos nem mesmo pelos seus compatriotas. Em geral utilizavam insígnias flamejantes em suas fardas.

Os primeiros ataques com o equipamento foram realizados em 1915 contra os franceses, em seguida, foram utilizadas contra os ingleses. Com a passagem do tempo, foram adaptadas até mesmo em veículos e tanques, dando a esses, maior capacidade de fogo.

  1. Tanque

download5110520

O tanque de guerra foi desenvolvido em segredo por William Tritton e Walter Wilson. Foi apresentado para as forças armadas inglesas em 1916, armado com metralhadoras e canhões, era capaz de atacar posições inimigas e vencer terrenos variados. O blindado ganharia esse nome graças a ter sido transportado em grandes caixas de madeira que eram designadas para tanques de água.

Apesar de sua grande importância militar e grande capacidade de alterar o curso do conflito, foram colocados em combate a partir da batalha de Cambrai e tiveram pouco tempo para mostrar seu valor. Nos anos seguintes foram desenvolvidos modelos mais confiáveis e modernos que entraram em confronto durante a segunda guerra mundial.

  1. Submarinos

40586127_303

A Alemanha e o Império Austro-Húngaro necessitavam de matérias primas vindas de fora para satisfazer sua indústria de guerra, sabedores disso, os ingleses realizaram um grande bloqueio naval contra tais potências, visando estrangular seu esforço bélico.

Com essa situação, os alemães tentaram realizar o mesmo através de seus submarinos, que eram chamados de U-boats. Essa não foi propriamente uma arma desenvolvida na Primeira Guerra Mundial, já que desde a Guerra Civil Americana já existem relatos de versões rudimentares de submarinos, mas sem dúvida, foi nos anos de 1914 a 1918 que a embarcação mais se desenvolveu.

Foi por conta da utilização de tal arma contra os navios de guerra do Brasil que o nosso país entrou no conflito.

  1. Gás

primeira guerra3

Essa era uma das armas mais temidas da Primeira Guerra Mundial, e uma das imagens mais recorrentes é a de soldados com as suas horrendas máscaras de gás. O seu primeiro uso registrado durante a guerra ocorreu durante a Primeira Batalha de Ypres, em abril de 1915. O gás utilizado era o clorídrico, milhares de tubos de gás foram abertos pelos alemães, que contaram com o vento para leva-lo até as linhas francesas.

Em outras ocasiões, tanto o gás clorídrico, como o gás mostarda e mais 19 outros compostos tóxicos de diferentes fórmulas foram amplamente utilizados por ambos os lados, causando aproximadamente um milhão de baixas, com quase 100 mil mortes.

Até a próxima!!

Veja Também: A entrada do Brasil na Primeira Guerra Mundial e Simo Häyhä – o Morte Branca

Fontes: Veja, Terra, Primeira Guerra, Fatos Militares, Seu History, UOL, História Pensante