O afundamento do navio Araraquara

0 Flares Facebook 0 Google+ 0 Email -- 0 Flares ×

Araraquara

O mês de agosto de 1942 foi especialmente trágico para a navegação brasileira por conta dos ataques realizados pela marinha alemã. Um dos nossos navios afundados nesse ano foi o Araraquara, navio pertencente ao Loide Nacional. É sobre essa história que vamos falar hoje:

O Brasil havia rompido relações diplomáticas com os países do Eixo desde o mês de janeiro de 1942 e a partir de então, vários navios pertencentes a nossa frota foram atacados por submarinos alemães e italianos, mas ninguém estava preparado para o sangrento mês de agosto daquele ano.

Harro Schacht

Harro Schacht

Devido ao alinhamento gradual do Brasil aos aliados, o marinha alemã deu a ordem ao Capitão de Corveta, Harro Uracht, no comando do submarino U 507 para que atacasse os navios brasileiros em nossa costa.

O primeiro deles foi o Baependi, causando a morte de 270 de seus ocupantes. O Araraquara foi o segundo navio a ser atacado pelo U 507 naqueles dias, poucas horas depois do ataque ao Baependi. O Araraquara era um navio construído na Itália e lançado ao mar no mês de agosto ano de 1927, sob a encomenda da empresa estatal nacional, o Loide Nacional. Servia transportando cargas e passageiros em viagens pela costa brasileira.

U-507

U-507

Em sua última viagem, o Araraquara era comandado pelo capitão Lauro Augusto Teixeira de Freitas e havia partido da cidade do Rio de Janeiro no dia 11 de agosto, e tinha seu destino na cidade de Cabedelo, no estado da Paraíba, com escalas nas cidades de Salvador, Recife e Maceió. A partir da escala na cidade de Recife, o navio possuía 142 ocupantes, 74 tripulantes e 68 passageiros.

No dia 15 de agosto de 1942, às 21h, o navio foi atingido por dois torpedos lançados pelo U 507, o que demonstra que a intenção do comandante alemão era a de fazer a maior quantidade de vítimas possível. O navio afundou em menos de 5 minutos e levando consigo a vida de 131 pessoas. O tempo foi tão curto que muito pouco pode ser feito para salvar os seus ocupantes.

O ataque ao Araraquara foi tão próximo ao local onde foi atacado o Baependi, que os poucos sobreviventes deste último puderam ver os sinistros clarões do segundo ataque. As imagens chocantes de restos do navio e de vítimas chegando à costa fizeram com que as pessoas se indignassem e exigissem a declaração de guerra contra o eixo. Outros ataques ainda seriam realizados contra outros navios ao longo dos dias que se seguiriam, levando o Brasil a declarar guerra à Alemanha e à Itália no dia 22 de agosto de 1942.

Logo em seguida o U 507, seu comandante e seus 54 tripulantes acabaram seguindo o mesmo destino de suas vítimas ao ser atacado por cargas de profundidade de uma aeronave de patrulha na costa brasileira.

Até a próxima!!

Veja também: Quem foi Oskar Schindler??

Fontes: Itagiba-1942, Naufrágios do Brasil, UOL, Brasil Mergulho, Guia do Estudante