O Mistério do Dirigível L8

0 Flares Facebook 0 Google+ 0 Email -- 0 Flares ×

l8

Os dirigíveis foram utilizados várias vezes como arma de guerra. Na Primeira Guerra Mundial os alemães bombardearam Londres com alguns deles. Já na Segunda Guerra Mundial vários foram utilizados para realizar o patrulhamento da costa norte-americana. Um deles, o L8, entrou para história ao participar de um dos maiores mistérios daquele conflito. Vamos conhecer hoje a história do desaparecimento da tripulação do dirigível L8.

O dirigível L8 possuia a missão de patrulhar uma área da costa norte-americana procurando por submarinos japoneses que poderiam apresentar risco a navegação mercante dos Estados Unidos. Tal aparelho havia sido adquirido no início da Segunda Guerra Mundial da empresa Goodyear e a partir de então começou essa nova missão.

Além de tal missão, o L8 participou de uma parte muito importante da história da Segunda Guerra Mundial. Foi este dirigível que levou os suprimentos necessários até o porta-aviões U.S.S. Hornet, que realizaria o ataque em represália ao ataque japonês ocorrido em Pearl Harbor.

A sua última missão se iniciou na Baia de São Francisco, na Califórnia, em 16 de agosto de 1942. Na manhã desse dia, o L8 decolou com uma tripulação formada por dois homens: Ernest Dewitt Cody e Charles Ellis Adams. A missão se iniciou às 6:00 da manhã e o último contato ocorreu às 7:50 da manhã e em tal contato a tripulação dizia que iriam investigar uma mancha de óleo encontrada a cerca de 8 quilômetros da Ilha Farralone.

Vários pescadores, aviões que passavam pelo local e pessoas residentes na cidade de São Francisco avistaram o dirigível voando de forma controlada e retornando ao seu ponto de origem.

The blimp finally came to rest atop Richard Johnston's freshly waxed car in Daly City, Calif. just South of San Francisco. (National Archives)

Por volta do meio-dia, várias pessoas em uma praia próxima da cidade de Daly City, foram testemunhas do choque do dirigível contra algumas rochas que ficavam ao longo da costa. Após esse choque o dirigível voltou a subir, somente para cair em uma rua movimentada da cidade

Muitas pessoas correram em direção ao local do acidente na busca de salvar os militares que estariam ali dentro, o mistério se inicia pelo fato de não haver ninguém dentro dos destroços, todo o equipamento estava em perfeito estado, a maleta onde eram levados os códigos secretos de comunicação estava intacta e no local correto, os paraquedas e o bote salva-vidas estavam no local e 2 dos coletes salva-vidas não estavam nos destroços do dirigível. A princípio, isso poderia ser explicado pelo fato de que era costume dos militares que realizavam as missões colocarem os coletes salva-vidas sempre que a missão os levassem a sobrevoar o mar.

Durante as investigações foi observado também que nenhum dos homens reportou qualquer tipo de ameaça ou problema que pudesse explicar um dirigível sem sua tripulação. Ao longo dos anos, como é comum em casos semelhantes, várias teorias foram sendo produzidas para tentar explicar esse mistério. A mais conhecida delas é aquela que explica que os dois homens brigaram e acabaram caindo no mar, e isso foi reforçado pelo fato de que uma das portas do aparelho estava aberta.

Outra hipótese que foi levantada ao longo das Investigações daria conta de que os homens foram de alguma forma capturados pelo governo japonês, uma vez que sua missão os levaria em confronto direto contra os submarinos nipônicos.

Durante os anos também não faltaram aqueles que disseram que os homens foram abduzidos por seres extraterrestres, dada a complexidade e a falta de provas existentes no caso.

E você, o que acha que ocorreu a esses homens naquela manhã de 1942?? Teriam sido realmente abduzidos por seres extraterrestres ou teria sido apenas uma briga entre os dois que resultou na sua queda do aparelho??

Até a próxima!!

Veja também: O mistério do NC16002 e O misterioso caso do VARIG 967

Fontes: historic mysteries, Ghost blimp, skeptoid, Sean Munger