O que foi a Revolução dos Cravos??

0 Flares Facebook 0 Google+ 0 Email -- 0 Flares ×

0033002

Você já ouviu falar do movimento revolucionário que derrubou o regime salazarista em Portugal em 1974, aquela que ficou conhecida como a Revolução de 25 de Abril ou a Revolução dos Cravos?? Hoje vamos contar a história dessa revolução importantíssima para a história de Portugal e do Mundo

António de Oliveira Salazar tornou-se o Primeiro Ministro das Finanças português em 1932. Apesar do nome do cargo, na prática, ele se tornou o ditador português e seu governo se aproximou ao fascismo italiano e as liberdades do povo português foram suprimidas após a constituição de 1933.

00033151532

No mesmo molde de várias outras ditaduras ao redor do mundo da época o governo de Salazar era muito repressivo e criou empecilhos para o funcionamento dos partidos políticos, dos sindicatos e da mídia.

Nos anos seguintes, a sistemática recusa do governo português em conceder a independência às suas colônias africanas gerou a formação de vários movimentos armados de guerrilha durante a década de 60, buscando a libertação de tais povos. Na época, vários locais se insurgiram contra o domínio português, como por exemplo: Moçambique, Angola, Cabo Verde e Timor Leste.

Os custos da guerra colonial e o descontentamento das famílias e dos jovens com a obrigatoriedade do serviço militar, que na época durava 4 anos, ajudavam a minar a popularidade de Salazar.

Em 1968, Salazar sofreu um derrame cerebral e foi substituído pelo seu ministro Marcelo Caetano. O novo primeiro-ministro não realizou muitas alterações na política econômica e social do governo Salazar.  A decadência econômica observada em Portugal no início dos anos 70 aliada à continuidade da política colonial portuguesa resultou na explosão do descontentamento e no surgimento de movimentos que buscavam derrubar a ditadura portuguesa.

As articulações foram sendo realizadas nos anos posteriores, até que em 25 de abril de 1974 foi dado o primeiro passo para o fim da ditadura portuguesa. Exatamente à meia noite, uma emissora de rádio executou uma das músicas que eram proibidas pela censura na época: Grândola Vila Morena, do artista Zeca Afonso.

A execução desta música foi considerada como a senha para o início do movimento de deposição do presidente do conselho de ministros de Portugal, Marcelo Caetano. O passo seguinte foi execução do Estado de exceção pelos militares portugueses. A presidência de Portugal foi assumida pelo General Antônio de Spínola.  O símbolo da revolução é também a flor símbolo de Portugal e a história conta que quando a ditadura foi deposta a população saiu às ruas para comemorar a forma escolhida foi a distribuição de cravos para os soldados rebeldes, por isso o nome de Revolução dos Cravos.

11855616521651

Após o fim do governo de Marcelo Caetano, Portugal libertou seus prisioneiros políticos e recebeu de volta os políticos que estavam exilados. Segue-se um período conturbado com vários conflitos entre a esquerda e a direita portuguesa, a libertação das colônias e a recuperação dos direitos políticos com a primeira eleição livre para assembleia constituinte.

Marcelo Caetano, após ter sido deposto, seguiu para o exílio no Brasil. Em seguida, foi diretor do Instituto de Direito Comparado da Universidade Gama Filho, no Rio de Janeiro, foi professor honorário da Faculdade de Direito de Osasco até falecer em 26 de outubro de 1980, vítima de um ataque cardíaco.

Até a próxima!!

Veja também: Você sabe o que é impeachment? e O que foi o movimento dos caras pintadas??

Fontes: DW, História do Mundo, Info Escola, Mais História