Quem foi Antônio Conselheiro

0 Flares Facebook 0 Google+ 0 Email -- 0 Flares ×

conselheiro

Antônio Vicente Mendes Maciel, ou como entrou para a história, Antônio Conselheiro, foi o líder da comunidade de Belo Monte, que ficava no interior do estado da Bahia. Ficou conhecido por ter liderado a sua população contra o governo federal durante o episódio de conhecido como Guerra de Canudos.

Antônio Conselheiro nasceu no ano de 1830, na cidade de Quixeramobim, interior do sertão do Ceará. Foi comerciante, advogado prático, professor e por fim pregador peregrino. A partir de 1961, não se podendo precisar exatamente quando, inicia as suas pregações após sair da cidade de Ipu, onde morava com a esposa, devido a tê-la surpreendido em traição conjugal.

Canudos

Logo no inicio de sua vida pregadora, levou a fama de santo e relatos de milagres começam a correr pelo sertão e vários começaram a segui-lo. Cansado de andejar, resolveu fixar-se nas proximidades da fazenda Canudos. No local, fundou o povoado que chamou de Belo Monte, como recebia todos de braços abertos e lá todos possuíam terras e possibilidade de sonhar com a prosperidade, o povoado crescia de forma rápida.

Depois de várias especulações sobre as intenções do moradores de Belo Monte, a não entrega de um lote de madeira que havia sido comprado pelo arraial na cidade de Juazeiro causou uma onda de rumores entre os moradores de tal cidade de que os seguidores de Conselheiro iriam até lá para pegar os bens comprados a força, afinal acabaram pedindo proteção ao governo, sendo que isso desencadeou a Guerra de Canudos. Ao todo, as tropas de Conselheiro derrotaram três expedições organizadas para pôr fim ao Arraial, sendo que na última, o Coronel Antônio Moreira César, famoso pela sua crueldade durante a revolução federalista de 1893, morreu em consequência de ferimentos adquiridos durante a batalha.

A quarta expedição, formada por aproximadamente 9 mil homens precisou de quase nove meses para vencer o arraial e lá perpetrou um dos maiores crimes de guerra em solo brasileiro, matando pessoas já rendidas e desarmadas. Como vários outros não se renderam, a luta foi de casa a casa, de homem a homem.

conselheiro1

Antônio Conselheiro morreu durante a batalha final, no dia 22 de setembro de 1897, as causas mais prováveis de sua morte são ferimentos provenientes da explosão de uma granada ou disenteria, entretanto não há um consenso sobre a causa.

Até a próxima!!

Fontes: UOL, Info Escola, History