7 fatos que você deve saber sobre Antônio Conselheiro

  • por

 

Antônio Vicente Mendes Maciel era o verdadeiro nome de Antônio Conselheiro, um homem que criou o arraial onde ocorreu a maior revolta messiânica da história do Brasil e que, além disso, possui uma história interessante e rica. Assim sendo, hoje trazemos 7 fatos que você deveria conhecer sobre Antônio Conselheiro:

  1. O início do beato

Antônio Conselheiro nasceu na cidade de Quixeramobim, interior do estado do Ceará, no ano de 1830. Durante a juventude começou a trabalhar em um comércio da família, em seguida foi professor e advogado prático;

2. A desilusão e a nova vida de Antônio Conselheiro

Após a traição de sua esposa (que também era sua prima), saiu da cidade de Ipu, onde moravam e foi peregrinar pelos sertões do nordeste brasileiro;

3. Homem santo e preso

Cena do Filme: “A Guerra de Canudos” (1997)

Em suas peregrinações, ganhou a fama de operar milagres e a fama de santo, inicialmente se auto intitulava Antônio dos Mares. Entretanto, já nessa época despertou a atenção das autoridades e foi preso na Bahia;

4. O surgimento de Canudos

Após muito peregrinar, resolveu construir um local para reunir as pessoas que o seguiam, assim nasceu o Arraial de Canudos;

5. A perseguição a Canudos

Por fim, o Arraial chamou muito a atenção das autoridades das cercanias e o exército brasileiro foi enviado “para debelar a ameaça que os conselheiristas traziam”. Contudo, nas primeiras três tentativas realizadas pelas forças militares, o exército foi afugentado pelas forças de Canudos. A terceira expedição merece menção especial já que nela, o Corta Cabeças Moreira César foi morto em combate. Além disso, n a quarta expedição, o exército foi implacável, relatos dão conta de que foram mortos degolados até conselheiristas desarmados e rendidos, tudo para lavar a honra pelas três derrotas anteriores. Segundo historiadores, o episódio foi dos maiores crimes militares em território brasileiro da história;

6. A morte de Antônio Conselheiro

A causa de sua morte não foi esclarecida após o conflito, relatos dizem que pode ter morrido por conta de ferimentos ocasionados pela explosão de uma granada ou então de uma disenteria;

7. A cabeça

Seu corpo foi encontrado e sua cabeça foi enviada para uma faculdade de medicina de Salvador e ficou exposta por um tempo no Museu Nina Rodrigues, entretanto um incêndio destruiu todos os itens retirados de Canudos na época.

Isto é tudo por hoje e assim sendo, até a próxima!!

Curta nossa fanpage no Facebook!!

Fontes: Info Escola, Fundação Joaquim Nabuco, History