7 fatos que você deveria conhecer sobre Dom Quixote – 2

  • por

No artigo de hoje vamos trazer mais algumas curiosidades sobre a obra que é considerada a primeira novela moderna e que provavelmente é uma das maiores obras literárias Espanha. “Dom Quixote de La Mancha”, publicado originalmente na cidade de Madri em 1605, é a obra-prima de Miguel de Cervantes. Então, encontre o dragão mais próximo e mostre a ele esses 7 fatos sobre a obra.

  1. Inspiração para nome do Herói

Cervantes retirou o nome de Dom Quixote, que na obra é Alonso Quixano, do tio avô de sua esposa, Catalina de Salazar y Palácios, que se chamava Alonso de Quesada y Salazar;

  1. Divulgando o espanhol

Por certo, “Dom Quixote de La Mancha” teve importância muito grande no desenvolvimento da língua espanhola moderna. Com efeito, foi a sua popularidade que empurrou o espanhol coloquial da época para o ostracismo;

  1. Contando um pouco de sua própria história

Por certo, uma das partes mais famosas da obra é quando o herói e seu fiel escudeiro Sancho Panza (Sancho Pança, no Brasil) liberam um grupo de escravos de seu cativeiro. Essa parte da obra não está no livro por acaso já que o próprio Cervantes teve de servir como escravo em Argel na década de 1570;

  1. Agradando Dostoiévski

O grande romancista russo Fyodor Dostoiévski nutria uma admiração muito grande por “Dom Quixote de La Mancha” e a expressou em várias ocasiões. Em uma delas, numa carta enviada a sua sobrinha Sophia Ivanova, diz que: “de todos os indivíduos belos da literatura Cristã, um se destaca como o mais perfeito, Dom Quixote”, mas em seguida Dostoiévski completa: “mas ele é belo apenas por que é ridículo”. Ademais, o mesmo Dostoiévski afirma que: “nada existe de mais profundo e poderoso no mundo inteiro do que essa peça de ficção”;

  1. A novela mais vendida de todos os tempos

De acordo com estudiosos da literatura espanhola, “Dom Quixote de La Mancha” atingiu um número de mais de 500 milhões de exemplares vendidos. Na verdade, pode ser até mais do que isso, já que pela época em que foi lançado fica difícil de estimar completamente o seu alcance;

  1. Mesmo assim, sem lucros

Apesar do que foi dito no número 5, o mais triste sobre o caso é que Miguel de Cervantes não recebeu nenhum centavo de direitos autorais sobre a obra. Isso ocorreu pois era comum na época que os próprios escritores não aceitassem receber nada em troca de suas obras;

  1. Celebrando Dom Quixote

A obra é tão importante para a história espanhola que, todos os anos, desde 1997, é realizada uma leitura pública em voz alta e sem interrupções do livro. Esse evento é organizado pelo Círculo de Belas Artes de Madri e vários leitores se revezam na tarefa durante incríveis 48 horas de leitura.

Isso é tudo por hoje e assim sendo, até a próxima!!

Curta nossa fanpage no Facebook!!

Veja também: Artista usa aparas de lápis para criar a sua arte

Fontes: Poemese, Superinteressante, Mental Floss