7 fatos que você deve saber sobre Percival Farquhar

  • por

O empresário Percival Farquhar foi uma figura conhecida e que participou de forma ativa na história do Brasil, como um dos maiores empreendedores de nossa história, mas também como uma figura odiada por muitos e mesmo que indiretamente, com as suas ações, levou a uma das causas da Guerra do Contestado no início do século XX. De fato, já citamos o nosso personagem de hoje no artigo: O que foi a Ferrovia do Diabo??. Contudo, hoje falaremos de algumas curiosidades sobre a sua vida.

  1. Um cidadão do mundo

Percival Farquhar realizou investimentos em vários países ao redor do mundo: Rússia, Guatemala, Cuba, Brasil e Estados Unidos;

2. No Brasil

Realizou vários investimentos importantes no Brasil, entre eles: A Estrada de Ferro Madeira-Mamoré, a Estrada de Ferro São Paulo a Rio Grande e a Itabira Iron Ore Company, contudo, nem todos foram bem sucedidos;

3. Na Madeira-Mamoré

Após duas tentativas que não deram certo de se construir uma ferrovia no estado de Rondônia, a Estrada de Ferro Madeira-Mamoré, Farquhar conseguiu encerrar a obra, mas durante a construção que realizou, 6 mil pessoas perderam a vida, principalmente por conta de doenças;

4. Nem tão bom negócio para Percival Farquhar

Por fim, a obra da Ferrovia Madeira Mamoré deu um prejuízo de 40 mil contos de réis a Farquhar. Inicialmente, a obra tinha sido orçada em 40 mil contos, valor que o governo brasileiro havia pago em dia durante a obra. Depois da conclusão, Farquhar pediu o pagamento de mais 62 mil contos de réis em virtude de custos não planejados, o governo brasileiro decidiu pagar apenas 22 mil contos de réis a mais e encerrar a história por ali mesmo;

5. Promessa não cumprida

 

Para construir parte da Ferrovia São Paulo – Rio Grande, trouxe milhares de trabalhadores de diversas cidades de todo o Brasil com a promessa de levá-los de volta de onde vieram, entretanto, quando as obras se encerraram, a promessa não foi cumprida, e as pessoas acabaram se instalando ao longo da ferrovia recém construída;

6. Causando um confronto por terras no Sul do Brasil

Durante a construção da Ferrovia São Paulo – Rio Grande, o governo pagou a empresa de Farquhar por quilometro, entretanto, esse não foi o único motivo pelo qual a ferrovia acabou aumentando de tamanho. Pelo contrato de construção, o governo concedia a Farquhar a extensão de 15 quilômetros de cada lado da linha quando fosse construída. Entretanto, ao requisitar a área, acabou desalojando muitos moradores da região, inclusive aqueles que haviam ajudado a construir a ferrovia. Esse foi um dos motivos da deflagração da Guerra do Contestado;

7. A famosa empresa Lumber

Sua empresa madeireira era localizada no sul do Brasil e se chamava Southern Brazil Lumber & Colonization Company. Essa empresa tinha uma estrutura colossal, possuía uma sala de cinema, que era novidade para a época, água quente e aquecimento em muitas casas. Além disso, relatos dizem que possuía capangas armados trazidos diretamente dos Estados unidos, com ordens de atirar nos operários descontentes.

Isso é tudo por hoje e assim sendo, até a próxima!!

Curta nossa fanpage no Facebook!!

Veja também: 7 fatos que você deveria conhecer sobre a Ferrovia Madeira-Mamoré

O que foi a Ferrovia do Diabo?

7 fatos que você deveria conhecer sobre Henry Ford

Fontes: History, Encyclopedia, Arquivo Nacional, G1, Folha de São Paulo