7 fatos que você deveria conhecer sobre a Ponte Rio-Niterói

  • por

 

A ponte Rio-Niterói recebe nome oficial de Ponte Presidente Costa e Silva e foi inaugurada em 4 de março de 1974, recentemente ela foi homenageada através de um doodle do Google.  A sua obra é considerada  um dos maiores feitos da engenharia brasileira. Assim sendo, veja hoje 7 fatos que você deveria conhecer sobre a ponte Rio-Niterói.

Necessidade antiga

A necessidade de criar uma ligação entre os municípios do Rio de Janeiro e de Niterói existe desde o período do Brasil Império.  A história conta que em 1875 Dom Pedro II encomendou um estudo para a construção de um túnel ligando as duas cidades.  A ideia Inicial foi abandonada e apenas em 1963, no governo do presidente João Goulart, foi retomada, desta vez como uma ponte. A sua construção foi realizada entre os anos de 1969 e 1974;

Extensão

A extensão total da ponte é de 13 quilômetros, quando de sua construção, ocupava o posto de terceira maior ponte do mundo. Mas hoje, depois de várias obras construídas nos últimos anos, ela ocupa o décimo quinto lugar;

Grande obra

Uma das maiores marcas dos governos militares do Brasil foi a construção de grandes obras, ou como se dizia na época: obras faraônicas. Só para exemplificar, a importância da Ponte Rio-Niterói era tanta, que até Mário Andreazza, que na época era o ministro dos transportes foi morar nas proximidades do canteiro de obras com a sua família para cuidar pessoalmente  do andamento da construção da ponte;

As oscilações

Um dos fatos mais impressionantes sobre a Ponte Rio-Niterói diz respeito às suas famosas oscilações; mas inicialmente já temos que entender que a ponte balançava de forma proposital, já constando essa necessidade do seu projeto. Para que tal fenômeno ocorresse o vento deveria ser superior a 50 quilômetros por hora,  isso servia para evitar que a ponte sofresse danos estruturais. Por outro lado a oscilação assustava as pessoas que utilizavam a ponte e causava interdições no tráfego. As oscilações se reduziram muito a partir de 2004 quando uma equipe da Universidade Federal do Rio de Janeiro criou um sistema de atenuantes;

Maysa

Um dos acidentes automobilísticos mais famosos da história da ponte Rio-Niterói foi o que tirou a vida de Maysa, famosa cantora e compositora dos anos 50, 60 e 70, no dia 22 de janeiro de 1977;

Grandes presenças

Algumas personalidades foram convidadas pelo governo da época para participarem da abertura dos canteiros de obras para construção da ponte Rio-Niterói a presença mais marcante foi a de Elizabeth II, rainha da Inglaterra ;

Não apenas a história, mas também as teorias…

Antes que terminemos nosso artigo, temos que falar das teorias e histórias que o povo conta. Algumas das histórias mais interessantes que são contadas sobre a construção da ponte Rio-Niterói diz respeito aos operários que fizeram parte da mão de obra que construiu a ponte. Oficialmente a imprensa da época diz que morreram 32 pessoas durante a obra, entretanto levantamentos posteriores chegam a números de centenas de mortos durante o período, credita-se a falta de informações confiáveis principalmente à censura que existia na época.

Isto é tudo por hoje e assim sendo, até a próxima!!

Curta nossa fanpage no Facebook!!

Fontes: Puc-Rio Digital, Mundo Estranho, O Globo, Fato online