O que é a biomassa

  • por

A biomassa entrou para o vocabulário daqueles que defendem a utilização de energias renováveis em substituição àquelas mais poluentes como o carvão, o petróleo ou até mesmo o gás natural. Mas você sabe o que é é biomassa ou como ela é utilizada?? Então, vem conosco conhecer um pouco sobre ela no artigo de hoje.

Biomassa

A biomassa é a matéria orgânica que pode ser utilizada para produzir energia. Pode ser tanto de origem vegetal ou animal e é obtida através de decomposição de materiais biológicos. Os materiais mais utilizados nesse sentido são restos de plantas, madeira, resíduos agrícolas, excrementos, lixo ou até mesmo restos de alimentos.

As principais vantagens citadas quando se fala em energia gerada a partir da biomassa são: o baixo custo, o fato de ela ser renovável, além de permitir o reaproveitamento de resíduos, e ser menos poluente que outras fontes de energia como o petróleo, o carvão mineral ou o gás natural.

Por outro lado, a produção de material para a geração de energia através de biomassa pode causar desmatamento. Além disso, a queima da biomassa também gera poluição e alguns estudos a relacionam com aumento de casos de doenças respiratórias.

Inegavelmente, a matriz energética do Brasil  mostra que o país já aproveita a biomassa de diversas formas. Contudo, estima-se que menos de 10% da energia elétrica gerada no país é proveniente dela. Ademais, é importante dizer que várias formas de conversão de biomassa são utilizadas para transformar os vários materiais em energia, os principais deles são:

Combustão direta

A madeira e outras variedades de resíduos orgânicos são submetidos a combustão com o intuito de gerar energia. Geralmente esse processo se dá em fornos ou fogões. O processo de combustão consiste na transformação da energia química existente nessas fontes de biomassa em calor;

Gaseificação

A gaseificação consiste na conversão de fontes de biomassa sólidas em gasosas através de reações termoquímicas. A geração de energia ocorre após a combustão do gás e a consequente geração de calor;

Pirólise

A pirólise também é chamada de carbonização e sua forma mais comum é a conversão da lenha em carvão vegetal. Contudo, outras matérias primas, provenientes de resíduos agrícolas, podem ser usadas. Esse procedimento também produz gás combustível, alcatrão e o material chamado pirolenhoso que é utilizado no setor industrial;

Transesterificação

Em suma, esse é o procedimento químico que gera a glicerina e o biodiesel. É um processo químico que transforma a biomassa de óleos vegetais em um produto a partir da reação de metanol e etanol e uma base de hidróxido de sódio ou potássio;

Digestão anaeróbia

Nesse procedimento a biomassa original é decomposta através da ação de bactérias anaeróbias. Em geral, é utilizado para isso o esterco de animais e resíduos industriais. Esse procedimento gera o chamado biogás que é composto essencialmente de metano e dióxido de carbono. Ademais, nesse método, o restante do que é gerado pode ser usado como fertilizante.

Fermentação

A fermentação é um processo biológico executado pela ação de microrganismos que convertem os açúcares presentes nas fontes de biomassa, normalmente a cana-de-açúcar, ou o milho, em álcool. Ou seja, sendo mais específico, essa é a forma de produção do etanol e do metanol.

Isso é tudo por hoje e assim sendo, até a próxima!!

Curta nossa fanpage no Facebook!!

Veja também: O que é a Síndrome da Guerra do Golfo??O que é a chuva ácida??

Fontes: E-Cycle, Toda Matéria, Sua Pesquisa, Lippel, Biomassa Bioenergia, Portal Energia