7 dos piores erros de arbitragem do futebol

cartões

Terminados os campeonatos estaduais deste ano, muitos riem e muitos choram como é de costume, e em algumas decisões sempre sobram aquelas acusações sobre este ou aquele time que foi ajudado pelo “apito amigo”, ou seja, que os erros de arbitragem favoreceram os adversários.

Hoje traremos alguns dos piores erros de arbitragem da história do futebol, essa lista não é definitiva e nem mostra todos ou os piores erros, mas os que aqui estão, vieram pela importância que tiveram em suas partidas.

Veja 7 dos piores erros de arbitragem da história do futebol:

Inglaterra X Alemanha Ocidental pela final da Copa do Mundo de 1966:

erro juiz

Esse erro foi decisivo na conquista do único mundial da Inglaterra, após o empate no tempo normal, a prorrogação também estava 0 a 0, após um chute do jogador inglês Hurst que bateu na trave, na risca e saiu, o árbitro suíço Gootfried Dienst validou o gol.

Brasil X Suécia pela primeira fase da Copa do Mundo de 1978:

erros de arbitragem

Essa copa teve muitas acusações de que não ia bem, relatos de que os jogadores argentinos contrataram alguém para urinar por eles para passar no exame anti-dopping, acusações que os resultados de alguns jogos foram manipulados e que a ditadura militar argentina queria o caneco a todo custo.

Mas o erro que iremos mostrar ocorreu em um jogo do Brasil durante um escanteio. Com o jogo empatado em 0 a 0, Zico sobe e cabeceia fazendo o gol que daria a vitória ao Brasil, mas o juiz tinha encerrado o jogo com a bola no ar, invalidando o gol que havia sido feito.

 

Santos X Portuguesa pela final do Campeonato Paulista de 1973:

erros de arbitragem

Esse erro acabou tendo um desfecho diferente do que é comum acontecer em casos do tipo. A solução que foi encontrada foi dar aos dois times o título daquele ano. Na ocasião, o Palmeiras que foi vice-campeão, nem chegou a jogar a final.

A decisão tinha ido para os pênaltis, o Santos tinha cobrado três penalidades e convertido duas, a Portuguesa tinha cobrado três e não tinha convertido nenhuma. Assim o árbitro Armando Marques encerrou a partida e declarou o Santos Campeão. Quinze minutos depois, percebeu o erro e chamou os times de volta para a cobrança das penalidades que faltavam, mas o time da Portuguesa já tinha ido embora. A decisão veio já no dia seguinte com a divisão do título.

Sobre o erro, Marques disse na época: “Não houve erro de direito. O que houve mesmo foi erro de Mobral”.

Santos X Botafogo pela final do Campeonato Brasileiro de 1995:

Nesse jogo, é comum ouvirmos que quem decidiu tudo foi o árbitro Márcio Rezende de Freitas, pois validou dois gols inválidos, um para o Botafogo com Túlio claramente impedido e outro do Santos em que o lateral Capixaba ajeitou a bola com a mão. Como decisão que coroou o desastre que foi a sua atuação, anulou um gol legal de Camanducaia, sob a alegação de que ele estaria impedido.

 

Portuguesa X Corinthians pela semifinal do Campeonato Paulista de 1998:

A Federação Paulista de Futebol tentou inovar no ano de 1998 e chamou árbitros estrangeiros para apitar seus jogos, um deles foi o argentino Javier Castrilli.

Na semifinal para a qual Castrilli foi escalado, enfrentavam-se Corinthians e Portuguesa, sendo que o empate servia ao Timão. O jogo teve vários lances duvidosos, um gol da Lusa com claro impedimento e um pênalti para o Corinthians discutido até os dias atuais. Mas o lance que o faz merecer estar nessa lista de erros de arbitragem veio no segundo tempo, quando o zagueiro César cortou um cruzamento com o peito e Castrilli deu pênalti. Com a sua conversão o Corinthians passou para as finais, onde foi vice-campeão após perder para o São Paulo.

Grêmio X Flamengo pela final do Campeonato Brasileiro do ano de 1982:

No ano de 1982 a CBF criou um estranho modo de decidir o campeonato com a realização de três partidas finais. Na última partida, Grêmio e Flamengo se enfrentaram no estádio Olímpico, dessa partida sairia o campeão e o Flamengo precisava vencer.

No segundo tempo, o centroavante Baltazar cabeceou a bola para o fundo das redes, mas o volante Andrade salvou em cima da risca. Contudo, o árbitro Oscar Scolfaro não conseguiu definir o que ocorreu na confusão que havia se instalado e mandou o jogo seguir. Ao final da partida o Flamengo sagrou-se campeão brasileiro de 1982.

 

Argentina X Inglaterra pelas quartas de final da Copa do Mundo de 1986:

Esse é um dos erros de arbitragem mais conhecido por todos e ocorreu na copa de 1986. Nele, o baixinho Maradona conseguiu vencer o goleiro inglês Shilton em um dividida e tocou a bola para as redes. O único problema é que ele dividiu usando o seu punho fechado. Como o árbitro Ali Ben Naceur não viu nada, validou o gol que garantiu o prosseguimento dos hermanos na competição, na qual sagraram-se campeões.

Até a próxima!!

Veja também: 7 fatos que você deve conhecer sobre Ayrton Senna – 3

7 fatos que você deveria conhecer sobre Maradona

Fontes: Agência Estado, Super Interessante, Mundo Estranho e kid-bentinho