Espécies exóticas no Brasil

natural

O nosso meio ambiente possui um equilíbrio extremamente sensível conquistado ao longo de bilhões de anos sem interferência humana. Quando o ser humano transporta espécies de um local onde é o seu habitat normal e as solta em um local onde não existem, podem ser criadas as condições para a existência de uma espécie exótica.

Ás vezes, por motivos financeiros ou por não quererem mais o animal, muitos deles acabam soltos em ecossistemas aos quais não pertenciam. Assim sendo, se sobreviverem, os animais podem se tornar pragas incontroláveis, inclusive extinguindo espécies nativas.

No Brasil, temos alguns casos famosos:

Javali

javali

O Javali é uma espécie de porco territorialista e competitivo que ataca outras espécies de animais em florestas do sul e sudeste do país. Foi trazido da Europa, provavelmente com intuito econômico e é uma das espécies exóticas que mais causam prejuízo à economia, pois seus bandos seguidamente são vistos atacando lavouras.

Caracol Gigante Africano

caracol

Essa espécie é muito comum em área e épocas úmidas. Espécie proveniente do continente africano, foi introduzida em nosso território com fins alimentares mas foi descartada na natureza de forma incorreta. Pode transmitir várias doenças a outras espécies animais, inclusive a humanos.

Rã-Touro

espécies

É proveniente da América do Norte  e foi trazida ao Brasil com a intenção de servir para a alimentação humana mas, graças a fugas de criadouros, se disseminou por todo o Brasil. Os principais motivos de sucesso de adaptação são: velocidade de reprodução, resistência a doenças e crescimento rápido.

Unha-do-Diabo

espécies

Essa espécie vegetal é proveniente da ilha de Madagascar e não se sabe exatamente como veio parar aqui, talvez por se acreditar que possui propriedades anti-inflamatórias foi trazida para ser plantada aqui. É a pior inimiga da carnaúba, pois se enrosca nelas até matá-las.

Tilápias

peixe

Da mesma forma que outras espécies, as tilápias também foram introduzidas em nosso meio ambiente com destinação de servir de alimento. Elas foram trazidas do continente africano, mas competem com outras espécies, comendo inclusive os seus filhotes, alteram o PH da água e costumam causar erosão no leito dos lagos, devido a seus costumes reprodutivos.

Mexilhão dourado

espécies

Esse molusco veio de forma acidental, provavelmente na água de lastro de embarcações mas hoje se disseminou por várias regiões do Brasil, tomando o lugar de outras espécies e ameaçando a sua existência. Ademais, ele é responsável ainda por prejuízos em várias atividades humanas devido ao entupimento de canos e tubulações e problemas que causa em usinas hidrelétricas.

Abelha Africanizada

espécies

Essa abelha é resultado de cruzamento de abelhas europeias e africanas trazidas ao Brasil, em nossos habitats, costumam ocupar o espaço de nossas abelhas nativas, principalmente pelo seu tamanho e sua agressividade. Acabam prejudicando a polinização de algumas espécies vegetais, podendo levar ao fim dessas espécies em algumas regiões.

Assim, esses são apenas alguns dos animais e plantas que foram retirados de seus habitats e introduzidos em locais diferentes. Em todo o globo existem muitos outros casos de animais que destroem os ecossistemas onde foram inseridos.

Só para exemplificar outro caso interessante sobre os animais abandonados em um local onde não existiam, veja o artigo: Um aquário a céu aberto com 4 mil peixinhos dourados

Isto é tudo por hoje e assim sendo, até a próxima!!

Veja também: O que são animais onívoros?? 

Por que os animais possuem antenas??

Curta nossa Fanpage no Facebook!!

Fontes: Brasil Escola, Rede Pró Fauna, IBAMA, UOL