Os navios irmãos do Titanic – Olympic

Titanic

A tragédia naval mais conhecida do século XX foi retratada inúmeras vezes: filmes, livros, documentários, e claro Leonardo Di Caprio e Kate Winslet, mas o que muitas pessoas não sabem é que o navio transatlântico Titanic possuía dois irmãos. Esses navios eram da mesma classe e foram planejados para transportar passageiros ao redor do mundo. Esses dois gigantes dos mares se chamavam Olympic e Britannic. Assim sendo, hoje vamos falar um pouco sobre o navio RMS Olympic do Titanic e seus percalços.

O Olympic

O primeiro navio construído pelo estaleiro Irlandês Harland & Wolff sob encomenda da empresa White Star Line tinha uma missão nada fácil: desbancar os gigantescos navios operados pela empresa rival Cunard Lines, que na primeira década do século passado realizavam a travessia entre a Europa e os Estados Unidos, eles eram o Mauritânia e o Lusitânia.

captain-edward-john-smith-commander-of-the-titanic

O Olympic ficou pronto no ano de 1911, fez sua viagem inaugural aos Estados Unidos em 14 de junho de 1911, sob o comando do capitão Edward Smith, o mesmo que, alguns meses mais tarde, estaria na viagem inaugural do Titanic.

Uma vida de percalços

Por certo, a vida do Olympic não foi nada fácil. Só para exemplificar, ainda no ano de 1911, também sob o comando do capitão Smith, abalroou um navio da marinha de guerra inglesa, o HMS Hawke, ao largo da Ilha de Wright, apesar de ter tido danos consideráveis e ter tido dois compartimentos estanques inundados, conseguiu retornar ao porto de Southampton. Em fevereiro do ano de 1912, novamente o navio foi avariado ao colidir suas hélices em um banco de areia submerso. Isso gerou a teoria de que O capitão do Titanic realmente não afundou com o navio ou na verdade, o navio que estava no desastre o Titanic seria o Olympic, como falaremos mais à frente.

Olympic

A cada contratempo que ocorria, o Olympic retornava aos estaleiros para reparos, o problema é que se utilizavam peças do seu Irmão Titanic. Assim sendo, atrasou mais e mais a sua viagem inaugural. Surpreendentemente, esse fato fez com que essa viagem ocorresse em época em que os icebergs chegaram até a rota onde ocorreu o seu naufrágio.

Depois do Titanic

Após o naufrágio do Titanic o navio foi testado com vistas a encontrar as características que a classe possuía que haviam contribuído para o desastre. Além disso, passou por uma reequipagem para adequar a quantidade de botes salva vidas à quantidade de ocupantes do navio.

Apesar da tragédia que a companhia tinha causado pela insensatez de enviar ao mar um navio que não tinha botes para todos, e de ter reequipado o Olympic, a White Star Line demonstrou que apesar de ter se preocupado mais com a segurança dos passageiros, ainda não era em nível desejado ou mesmo aceitável. Isso ficou evidente quando a tripulação se amotinou contra as condições de segurança do navio. Alegavam que os botes salva vidas desmontáveis que eram transportados não serviam para nada. Muitos deles sequer podiam ser montados e se fossem necessários, causariam outra desgraça.

Olympic

Depois de muita negociação, a White Star Line resolveu mostrar o funcionamento dos botes, dos quatro testados, um deles não funcionou, e foi acertado com os grevistas que os botes que não funcionavam fossem substituídos. Em conclusão, os grevistas foram presos, mas depois de um processo, não foram punidos, dadas as circunstâncias do que havia ocorrido com o Titanic.

Serviço militar

Quando estourou a Primeira Guerra Mundial, o navio foi requisitado pelo almirantado inglês para o serviço de guerra e transportou milhares de soldados em viagens pelo Mar Mediterrâneo e entre os Estados Unidos e Canadá e a Europa. Durante a guerra, encontrou o submarino alemão U-103 e teria sido atacado mas por problemas técnicos, os alemães não conseguiram disparar seus torpedos e o capitão Bertram Fox Hayes resolveu abalroar o submarino, durante o ataque, uma de suas hélices cortou o casco do submarino, que logo em seguida afundou. Apesar dos danos causados ao navio alemão, o Olympic não teve seu casco rasgado e pôde navegar até a França.

Olympic com camuflagem durante a Primeira Guerra Mundial

Olympic com camuflagem durante a Primeira Guerra Mundial

O fim e as teorias

Em 1919, retornou ao serviço civil, no qual permaneceu até o ano de 1935. No ano de 1934, a White Star Line fundiu-se com a Cunard e começou a aposentar os navios antigos. O Olympic foi desmontado e suas partes leiloadas, podendo-se encontrar algumas delas no hotel White Swan, na Inglaterra.

De fato, a maior controvérsia que envolve o Olympic é o de que ele era na verdade o Titanic. Então, segundo essa teoria, a companhia teria trocado os navios para receber o seguro que existia pelo Titanic, afundando o Olympic em seu lugar.

Em um próximo artigo vamos trazer a história do outro irmão do Titanic, o HMHS Britannic, um navio que teve muito menos sorte que o Olympic bem como esteve envolvido durante um dos piores episódios da Marinha Real Britânica.

Isto é tudo por hoje e assim sendo, até a próxima!!

Curta nossa fanpage no Facebook!!

Veja Também:Titanic e a maldição da múmia

7 fatos que você deveria conhecer sobre o Titanic

A previsão do naufrágio do Titanic

É verdade que o Titanic não afundou em 1912??

Fontes: Britannica, All Thats Interesting, Titanic Facts, Ultimate Titanic, SS Maritime, The Vintage News