A máquina de movimento perpétuo de Charles Redheffer

  • por

 

Muitas vezes nos deparamos com incríveis descobertas científicas que nos fazem duvidar de que os resultados divulgados podem ser reais. No artigo de hoje vamos falar de uma dessas supostas descobertas científicas que na verdade se revelou uma farsa: a história da máquina de movimento Perpétuo de Charles Redheffer.

Antes de mais nada, é importante relembrarmos que as supostas máquinas de movimento Perpétuo são pesquisadas há mais de um milênio e são frequentemente citadas como uma invenção impossível pelos físicos.

O invento fantástico

Chegando até a nossa história de hoje, vemos o inventor norte americano Charles Redheffer divulgando a invenção de uma máquina de movimento Perpétuo. O ano era 1812 e a maravilhosa máquina causou um estardalhaço enorme entre a comunidade na época.

A máquina foi mostrada pela primeira vez no estado da Filadélfia, Redheffer expunha sua máquina ao público e cobrava altos preços pela exibição. Mas a ganância foi a sua ruína, já que solicitou mais dinheiro ao governo que por sua vez, enviou um grupo de inspetores para examinar o aparelho. Mas o que foi que os especialistas descobriram?? Ora, a essa altura você já deve saber que a máquina era uma fraude e na verdade era alimentada por um dispositivo que o seu criador afirmava ser alimentado pela máquina.

Depois de sua descoberta

Com a exposição de sua fraude, Redheffer mudou-se para a cidade de Nova York e criou uma outra máquina de movimento perpétuo se revelou uma fraude semelhante àquela realizada no estado da Filadélfia. Desta vez, o mecanismo era acionado por um homem que ficava no andar de cima da sala de exposições e girava a máquina com uma manivela. Tudo foi descoberto devido a percepção de um engenheiro chamado Robert Fulton que notou que os movimentos da máquina eram instáveis.

Robert Fulton

Logo após ter a sua nova fraude descoberta, as pessoas que haviam pago para observar a máquina revoltaram-se e a destruíram. Então, ao se dar conta do perigo, o suposto inventor teve de fugir da cidade.

Muito se pesquisou nos anos posteriores, mas pouco se sabe sobre o destino de Redheffer depois disso. Fontes citam que em 11 de julho de 1820 ele teria ganho a patente de uma máquina, mas não se sabe qual seria tal equipamento. Isso ocorre pois todas as patentes anteriores a 1836 foram perdidas em um incêndio ocorrido no escritório de registro dos Estados Unidos naquele ano.

Isso é tudo por hoje e assim sendo, até a próxima!!

Curta nossa fanpage no Facebook!!

Fontes: O Caso Taman Shud – O homem de Somerton – Pt 3

Fontes: Cientista Doidão, Suprimatec, Galileu, Incrível, Museum of Hoaxes, The Guardian