Cinco países com mais minas terrestres abandonadas

  • por

Existem países cujas populações são atingidas pela explosão de minas terrestres que se encontram abandonadas em suas terras. A retirada das minas dos terrenos é uma tarefa difícil e extremamente perigosa, mas é ainda hoje o melhor meio de salvar vidas e evitar ferimentos em inúmeras pessoas. No artigo de hoje vamos conhecer a lista dos cinco países com maior número de minas terrestres abandonadas em suas terras.

5° Iraque

Vários anos de guerra fizeram com que o Iraque fosse um dos países com maior número de minas terrestres, artefatos e munições não detonadas em seu território. De acordo com algumas organizações internacionais, existem aproximadamente 10 milhões de minas enterradas em seu território;

4° Afeganistão

Outro país que sofreu por vários anos com conflitos internacionais e internos foi o Afeganistão, desde 1979, ano em que se iniciou a guerra entre as forças soviéticas e o governo afegão. Então, segundo estimativas, o país possui mais de 10 milhões de minas terrestres em seu território e organismos internacionais de saúde estimam em 10 a 12 pessoas atingidas pelos artefatos todos os dias;

3° Angola

Estimativas da ONU calculam em aproximadamente 15 milhões de minas espalhadas por todo o território de Angola. Por certo, as mesmas estimativas das Nações Unidas calculam em aproximadamente 70 mil pessoas que perderam membros no país durante as últimas três décadas. Ademais, calcula-se que serão necessários quase 50 anos para fazer a limpeza de todas as minas espalhadas pelo país;

2° Irã

O país possui em seu território um total estimado de 16 milhões de minas terrestres. As minas foram, em parte, plantadas pelo Iraque durante a Guerra Irã-Iraque, de 1980 a 1988. Contudo, o problema é tão sério que afeta boa parte das áreas agrícolas e impossibilitou estudos arqueológicos e exploração de campos petrolíferos;

1° Egito

O país africano ainda possui uma contagem de minas terrestres extremamente alta com estimativas em 23 milhões de artefatos abandonados desde a Segunda Guerra Mundial e as guerras entre o Egito e Israel nos anos 50, 60 e 70. Boa parte delas são minas muito antigas e por isso, muito difíceis de serem encontradas, e em geral são do tipo anti-tanques. Contudo, os nômades que vivem no deserto e circulam pelo local referem-se aos campos minados como os jardins do diabo.

Isso é tudo por hoje e assim sendo, até a próxima!!

Curta nossa fanpage no Facebook!!

Fontes: DW, Superinteressante, Listverse