É verdade que Nero colocou fogo em Roma??

  • por

Com toda a certeza, você deve lembrar da história de que o imperador romano Nero. Um homem conhecido por sua maldade e pela perseguição que empreendeu contra os cristãos. Mas que é mais famoso ainda por mandado colocar fogo em Roma para destruir parte da cidade e abrir espaço para construção de seu novo palácio. Mas será que a loucura do Imperador teria chegado a esse nível e ele teria atentado contra sua própria população?? Então, pegue seu extintor de incêndio e venha conhecer um pouco das teorias sobre esse caso no artigo de hoje.

Sem consenso

Antes de mais nada é importante salientar que não existe uma resposta definitiva sobre o motivo do incêndio de Roma ocorrido em 64 DC. Contudo, as teorias criadas dizem que Nero teria colocado fogo em Roma e enquanto a cidade ardia, observava de cima de seu palácio enquanto tocava uma lira ou um violino dependendo da versão.

 

Ele teria enviado essa ordem a seus ajudantes para que fosse aberto um espaço suficiente e posteriormente construído o seu palácio que era chamada de Domus Aurea. Realmente, de acordo com historiadores, após o incêndio, foi construído um enorme palácio que ocupava uma área de mais de 40 hectares. Além disso, essa construção foi, pelo menos em parte, motivo da sua ruína. Como já poderia se esperar, uma obra daquela magnitude exigiu o aumento de impostos e o confisco de bens dos templos irritando a população iniciando o processo de sua deposição.

Por outro lado, historiadores modernos dizem que existem relatos de que Nero teria inclusive ajudado no combate ao incêndio. Além disso, o incêndio também teria destruído parte de seu palácio e de monumentos que havia erguido pouco tempo antes. Tal teoria diz que o imperador era muito orgulhoso e jamais permitiria que seus monumentos fossem destruídos por algo que ele mesmo havia criado.

A maior probabilidade

Dessa forma, a maior probabilidade é que o incêndio tenha se iniciado devido à época do ano: calor forte aliado a tempo seco e vento. Essa condição faria com que um pequeno incêndio em uma das casas de madeira fosse potencializado e destruísse mais de dois terços da cidade causando inúmeras mortes e suicídios.

Claro que Nero não é totalmente santo nessa história. Mesmo que não tenha sido ele que tenha causado o incêndio, ele o utilizou como pretexto para perseguir uma religião nascente da época: o cristianismo. Dessa maneira, ele acusou os cristãos da época de causarem o incêndio e teve o motivo perfeito para iniciar um dos piores períodos de perseguição religiosa do Império Romano. Pesquisadores afirmam que, muito provavelmente e como resultado de tal perseguição, foram mortos os apóstolos Pedro e Paulo.

Isto é tudo por hoje e assim sendo, até a próxima!!

Curta nossa fanpage no Facebook!!

Fontes: História do Mundo, Infoescola, Brasil Escola, História de Tudo, R7, UOL, Aventuras na História