O incidente nuclear da empresa Acerinox

acerinox

A história do Brasil nos conta que o Césio 137 é um material radioativo muito perigoso, nos remetendo a 13 de setembro de 1987 na cidade de Goiânia quando dois catadores de lixo encontraram um aparelho de radioterapia em um prédio público abandonado, causando a morte de 4 pessoas e a contaminação de outras 1600. No artigo de hoje vamos falar tem um acidente nuclear ocorrido na Espanha devido a esse mesmo material.

Tudo ocorreu no mês de maio de 1998 na localidade de Los Barrios, na cidade espanhola de Cádiz, quando uma máquina de raio-x usada foi acidentalmente parar em uma das fábricas de reprocessamento de sucata da empresa Acerinox, conhecida como a grande produtora de aço inoxidável.

A máquina foi para os fornos, com objetivo de ser derretida. No mesmo momento uma nuvem radioativa foi liberada para a atmosfera. A radiação foi percebida por sensores localizados na França, Alemanha, Áustria, Itália e Suíça em níveis cerca de 1000 vezes maiores do que o normal.

capsulacesio-137

Capsula de Césio 137, semelhante àquela processada na empresa Acerinox

Imediatamente após a percepção do incidente a fábrica teve de ser descontaminado assim como duas instalações onde foram depositados os resíduos da máquina de raio-x. Seis trabalhadores da empresa foram contaminados com a radiação emitida pelo produto.

O incidente causou a contaminação de 40 metros cúbicos de água, duas mil toneladas de cinzas radioativas e 150 toneladas de materiais contaminados. Ao final a Acerinox teve um prejuízo de 26 milhões de dólares contabilizados entre os dias em que precisou ficar parada e os custos da descontaminação.

Felizmente, ao contrário do que ocorre em muitos acidentes com materiais radioativos, essa história teve um final um pouco mais feliz e ninguém perdeu a vida.

Até a próxima!!

Fontes: Listverse, G1, Química.net, Greenpeace