O misterioso Macaco de Loys

  • por

Você já ouviu falar no Macaco de Loys? Uma estranha criatura que foi encontrada e morta a tiros no ano de 1917 na fronteira entre a Venezuela e a Colômbia? Conheça hoje a história do Macaco de Loys, uma criatura que até hoje não se tem certeza sobre qual animal era.

A expedição de Loys e a misteriosa criatura

Em 1917, o geólogo suíço François de Loys conduzia uma expedição em busca de petróleo pelo norte da América do Sul. No final, a expedição de Loys durou 3 anos e acabou se revelando um fracasso, pois não foi encontrado petróleo em nenhum local e os membros da expedição acabaram sofrendo muito devido às doenças da região e ataques dos nativos. Dos 20 membros do grupo inicial, apenas quatro sobreviveram.

Em dado momento, quando se encontravam nas proximidades do Rio Tarra, duas criaturas foram em direção ao grupo; devido à atitude das criaturas e no intuito de defender as pessoas que faziam parte da expedição, Loys disparou contra a suposta ameaça. Segundo relatos, o macho voltou em direção à selva enquanto a fêmea foi atingida e morreu. Fotos foram tiradas da criatura e em seguida guardadas por Loys durante anos.

François de Loys

François de Loys nunca revelou a ninguém a existência da criatura quando retornou a Suíça, até que um dia o antropólogo George Montadon descobriu uma foto da criatura enquanto procurava informações sobre expedição de Loys nos documentos que o mesmo guardava. Mesmo relutante, Loys foi convencido por Montadon a divulgar as fotos em um jornal inglês, em 1929. Em tal reportagem, Loys afirmou que a criatura não possuía rabo, o que quer dizer que não se parecia com nada que se conhece até os dias de hoje.

Dúvidas e controvérsias sobre o Macaco de Loys

A maior controvérsia em relação ao Macaco de Loys, é que na foto que mostra a criatura, ela está sentada em um caixote, então é impossível confirmar se o animal possuía ou não o rabo. Também é impossível ter a certeza de qual é a altura correta do animal, que segundo relatos possuía entre 1,60 m e 1,65 m.

A existência do animal nunca foi provada ou mesmo aceita pelos zoologistas e cientistas. Além disso, a teoria que acabou sendo aceita é que o Macaco de Loys era apenas um macaco aranha. Em relação a seu tamanho é provável que possa ser alguma espécie exótica de macaco aranha que é maior que os outros exemplares.

Ademais, aqueles que acreditam que Loys realmente descobriu uma nova espécie, dizem que a criatura seria uma sobrevivente do pleistoceno, parecida com outra que foi encontrada no estado da Bahia, em 2007.

Assim sendo, será que o Macaco de Loys é apenas mais uma tentativa de se criar um animal inexistente, um simples engano em uma expedição realizada no início do século 20, com uma espécie de grandes macacos aranha ou será que realmente foram encontrados animais que até hoje não conhecemos durante aquela expedição onde se buscava petróleo??

Isto é tudo por hoje e assim sendo, até a próxima!!

Veja também: O que é criptozoologia?? e A Besta de Bladenboro.

Curta nossa Fanpage no Facebook!!

Fontes Eutanásia Mental, Ah Duvido, Fato e Farsa, Where Monsters Dwell