O misterioso Manuscrito Voynich

voynich

A raça humana já realizou enormes esforços no campo da criptografia e graças a eles, podemos codificar e decifrar mensagens através de emissores e receptores com grande nível de segurança, o que é muito útil para mensagens trocadas pela internet, por exemplo. Mas o que não pudemos até hoje, apesar de todo o esforço envolvido é entender o que um misterioso livro contém, falaremos hoje do indecifrável Manuscrito Voynich.

O Manuscrito Voynich é um dos livros mais misteriosos do mundo, indecifrável por ter sido escrito em uma língua desconhecida e possuindo ilustrações que não podem ser explicadas. Seu nome se deve ao mercador de livros Wilfrid Michael Voynich que comprou o livro no Colégio Jesuíta de Villa Mondragone em Frascatti, em 1912. Junto com o livro existia uma carta de Johannes Marcus Marci, médico real do rei Rodolfo II da Germânia, que era destinada ao polígrafo Athanasius Kircher com o pedido para que o decifrasse.

voynich2

A carta havia sido escrita na cidade de Praga no ano de 1665 ou 1666 e em tal documento é citado que Marci teria herdado o manuscrito de um amigo, o alquimista Georg Barech, e que anteriormente o manuscrito teria pertencido ao rei Rodolfo II, que o adquiriu por 600 ducados. O alto valor pago pelo rei era explicado por ele acreditar que o manuscrito havia sido escrito por Roger Bacon, que viveu por volta do século XIII.

O fato de ter sido tão interessante para o rei acabou por reforçar as teorias de que o manuscrito era falsificado para enganar o soberano e fazê-lo acreditar que era algo muito mais valioso do que realmente era.

O manuscrito possui 122 folhas, que possuem aproximadamente 170 mil caracteres, mas sem nenhuma pontuação, suas páginas possuem várias ilustrações e é escrito em pergaminho de vitelo, especialistas divergem sobre a língua a qual o manuscrito mais se assemelha ou mesmo onde foi escrito, entretanto existe uma teoria que diz que o manuscrito pode ser proveniente do norte da Itália, devido a uma das ilustrações encontradas em uma das páginas.

voynich3

O livro é dividido em supostos temas, de acordo com as ilustrações que possui ao longo de suas folhas, a seção botânica, com 66 folhas e 113 desenhos de várias plantas desconhecidas, a seção astronômica, com 6 folhas e alguns diagramas que parecem representar as estrelas e signos do zodíaco; a seção biológica, que possui 11 folhas com várias representações que parecem ser de mulheres imersas em um fluído escuro e alguns medalhões parecidos com células humanas; a última seção é a medicinal, com imagens de frascos e ampolas parecidas com aqueles encontrados nas farmácias antigas. No final do manuscrito, a partir da folha 103, existe uma seção que se parece com um índice ou uma seção explicativa.

Testes realizados com carbono 14, na Universidade do Arizona dão conta de que foi escrito por volta do início do século XV. Entretanto existem indícios de que o manuscrito seria posterior a isso, pois em uma das páginas existe o nome de Jacobi A Tepenece, esse nome foi identificado como sendo o de Jacobus Horcicki, que era alquimista do rei Rodolfo II. Ele morreu em 1622 e recebeu o título de Tepenece em 1608, sendo improvável que o rei tenha realizado a aquisição antes desse ano. Existe ainda uma ilustração no livro que se assemelha a um girassol. O fato sobre isso é que essa era uma planta que não existia na Europa antes da descoberta da América, ou seja, esse fato faz com que o manuscrito só possa ter sido escrito depois de 1492. Isso atrasou em quase um século a data de publicação do livro e descartou de vez a autoria de Roger Bacon, uma vez que ele faleceu em 1294.

Ao longo do tempo várias teorias foram surgindo, creditando o manuscrito a várias diferentes culturas europeias ou mesmo asiáticas, mas mesmo assim, não havendo nenhuma explicação plausível para o que estava escrito lá.

Uma das teorias dizia que o Manuscrito Voynich se tratava apenas de uma enganação criada apenas para enganar as pessoas da época, principalmente se utilizando dos assuntos que se considerava que eram importantes na época.

Estudos mais recentes dizem que se podem descobrir padrões entre o que foi escrito e palavras de alguns idiomas, entretanto as traduções acabam não fazendo muito sentido ou não condizendo com as imagens próximas.

Será que o Manuscrito Voynich é uma obra prima da criptografia e possui uma importante parte do conhecimento das pessoas daquela época ou será que é simplesmente uma mentira muito bem arquitetada com o intuito de enganar as pessoas naquele tempo e que nos engana até hoje??

Até a próxima!!

Fontes: Globo, Despertar Coletivo, Mega Curioso