É verdade que o Titanic não afundou em 1912??

  • por

Como vocês sabem e já falamos aqui, o Titanic mexe com a imaginação das pessoas e muito disso se deve a como o desastre foi documentado ao longo dos anos. Também deve-se ressaltar que muito se deve ao sucesso do filme de James Cameron do ano de 1997, que travestiu de romance a tragédia e divulgou ao grande público o acontecido.

Com toda essa fama não poderiam demorar as teorias da conspiração de todos os tipos possíveis. Então, se agarre ao seu bote salva-vidas e vamos conhecer mais uma delas: É verdade que o Titanic não afundou em 1912??

Titanic e as teorias da conspiração

Por certo, um grupo que luta para manter as histórias de Titanic vivas são os amantes das teorias da conspiração que tiveram no acontecimento um terreno fértil para especulações dos mais diversos tipos. Algumas mais fantásticas, que parecem ter saído do livro de ficção dos mais inverossímeis mas outras mais plausíveis que nos deixam pensando. Enfim, como já vimos, tem para todos os gostos e imaginações.

A teoria que iremos contar hoje é uma das mais difundidas ao longo dos tempos: a de que o navio que afundou na verdade não era o Titanic. E agora você deve estar pensando: Mas então, qual era o navio, oras?? Bem, a teoria diz que na verdade, o acidente teria ocorrido com seu navio irmão Olympic, que teria sido transformado em Titanic especialmente para isso (para conhecer um pouco mais dos navios irmãos de Titanic leia também: Os navios irmãos do Titanic – Olympic e Os navios irmãos do Titanic – Britannic).

Por que criar uma trama dessas??

Mas por que afundar um navio novo como era o Olympic e não se importar com a enorme perda de vidas, inclusive de seu capitão Smith e de um dos engenheiros que o projetaram, o senhor Thomas Andrews: Qual o interesse faria com que alguém tivesse tanto desprezo pela segurança e vida de tantas pessoas?? Com toda a certeza isso parece não fazer sentido, não é verdade??

Bom, a história não é bem assim. Antes de mais nada, devemos saber que essa teoria diz que o que foi planejado pela diretoria da empresa White Star Line não aconteceu da forma como foi planejada. Assim sendo, se tudo tivesse corrido da forma planejada, todos os passageiros deveriam ter sido resgatados e em teoria, nenhuma vida teria sido perdida.

Olympic com camuflagem durante a Primeira Guerra Mundial

A trama

Toda a trama começou a tomar forma em 1911 quando o mesmo Capitão Edward Smith comandava o Olympic e durante a saída de um porto chocou-se contra um navio da marinha britânica, o HMS Hawke. Por esse motivo, o Olympic teve de retornar aos estaleiros da companhia Harland & Wolff para os consertos que se faziam necessários.

Como o navio não tinha seguro e não valia a pena consertá-lo e deixá-lo operacional, resolveram fazer o mínimo necessário para uma viagem onde seria afundado. Para não deixar suspeitas de seu conserto ter sido realizado de forma displicente, resolveram transformá-lo no Titanic. Por fim, a teoria conta ainda que foi feito um grande seguro para o navio. O Titanic seria rebatizado de Olympic e seria utilizado normalmente como navio de passageiros durante a sua vida útil. Ou seja, a ideia era basicamente trocar os navios e fazer um grande seguro para o “novo” Titanic.

Navio SS Californian

O plano começa a dar errado

Segundo algumas versões, o naufrágio se daria no quinto dia de navegação, nas proximidades da costa dos Estados Unidos. Com isso, nem seria necessária a utilização dos poucos botes salva-vidas que eram transportado, os navios das proximidades se encarregariam de salvar a todos.

Por precipitação do capitão Smith, o acidente ocorreu um dia antes. Ademais, não ocorreu contra um iceberg, como a história conta e sim contra um navio que estaria para ajudar quando do naufrágio. O navio misterioso teria naufragado rapidamente e não foi visto posteriormente. Isso explicaria o porquê de tantas diferenças entre o número de vítimas, nas diferentes investigações realizadas.

O Californian

O navio Californian, que ficou famoso e foi muito criticado por não ter ajudado a salvar os passageiros durante o acidente, na verdade estaria esperando para salvar os passageiros. No momento do acidente, disparou os foguetes esperando a resposta de que o Titanic estaria em apuros, mas a mensagem que veio foi de que tudo estaria bem e como o operador de rádio do Californian já havia comunicado com o Titanic e havia sido repelido pelos operadores do Titanic, a tripulação acreditou que o plano original havia sido mantido e a operação ocorreria apenas no dia seguinte.

Porque surgiu a teoria

As principais explicações para essa história passam por um erro histórico dos jornalistas da época do desastre. Como haviam poucas imagens do Titanic, era comum que fossem utilizadas as imagens do Olympic para ilustrar as matérias. Na verdade, quase não deu tempo de fotografar o navio, já que afundou em sua primeira viagem.

De qualquer forma, oficialmente, o Olympic acabou sendo responsável, mesmo que indiretamente, pelo encontro mortal do Titanic com o iceberg. Isso ocorreu pois, quando bateu contra o navio HMS Hawke e mais tarde, quando uma de suas hélices foi arrancada por um banco de areia submerso, várias peças foram sendo retiradas do Titanic para repará-lo. Com isso, o lançamento do Titanic foi sendo atrasado, fazendo a primeira viagem ter ocorrido em uma época mais perigosa no Atlântico Norte.

E para você?? A White Star Line realmente trocou os navios e causou a morte de mais de 1500 pessoas apenas para receber o valor do seguro; ou tudo não passa de apenas mais uma lenda inventada por uma simples confusão causada pelos jornalistas da época??

Isso é tudo por hoje e assim sendo, até a próxima!!

Curta nossa fanpage no Facebook!!

Fontes: Titanic em Foco, Mega Curioso, O Buteco da Net, Britannica, All Thats Interesting, Titanic Facts, Ultimate Titanic, SS Maritime, The Vintage News