O que foi a Peste Negra??

  • por

Médicos da época da Peste Negra

Várias vezes a humanidade já esteve em apuros com graves riscos para sua permanência na Terra: guerras, epidemias,​ enorme surtos de fome e outras ameaças já fizeram com que os humanos temessem pelo seu futuro.  Uma dessas ocasiões se passou no período chamado de Baixa Idade Média. no século XIV. Então, vamos conhecer hoje um pouco sobre o que foi a Peste Negra:

A Peste Negra

Como todos nós sabemos, a idade média não foi muito famosa pelas condições sanitárias em suas cidades. Só para exemplificar, era muito comum vermos a população urbana dividindo seu espaço com animais nocivos. Além disso, a medicina ainda não era muito avançada e não permitia que doenças simples fossem curadas.

Um desses animais que dividiam o espaço com os humanos era o rato e uma das espécies de rato que mais se aproxima dos seres humanos é o rattus rattus, mais conhecido como o rato preto. Ele era muito comum naquela época e carregava pulgas que transmitiam para os seres humanos a bactéria yersinia pestis causadora da doença conhecida como peste bubônica.

Foi esse ser microscópico que causou a Peste Negra e a morte de aproximadamente 75 milhões de pessoas na Europa entre os anos de 1347 e 1353. Mas como tudo isso começou??

Em outras ocasiões, a Europa já havia experimentado alguns surtos locais de peste bubônica, nos quais haviam óbitos mas que eram geralmente localizados e sem maiores repercussões. O caldo engrossou em outubro 1347, na cidade de Caffa, localizada na região conhecida como Crimeia e que na época era uma colônia genovesa. Pois bem, Caffa foi atacada pelos tártaros e venezianos. Os tártaros já eram acostumados com a peste bubônica, e no ataque, sofreram tantas baixas que foram obrigados a abandonar o cerco à cidade. Com isso, os corpos de seus mortos deixando para trás os corpos dos mortos e a doença nos portões da cidade.

A doença se espalha

Não demorou muito para que Caffa também fosse contaminada e começassem a morrer muitos de seus habitantes. Por conta da infecção, muitos habitantes fugiram para os portos de Constantinopla, Veneza e Marselha. Foi aí que a doença se espalhou, já que muitos deles a levaram consigo e consequentemente, as pulgas com a bactéria e a peste se espalharam rapidamente por boa parte do sul da Europa.

Conforme os anos passavam, a peste bubônica crescia e atingia locais mais ao norte, em todo o continente europeu. De forma até hoje não explicada, a região onde fica a cidade de Milão, na Itália, e a região onde hoje fica a Polônia, foram poupadas e sofreram menos com a epidemia.

Com a passagem pela Europa, a peste foi reduzindo seus efeitos e ao final do ano de 1353 seus efeitos já eram extremamente reduzidos. Além da Europa, várias outras regiões também sofreram os efeitos da epidemia, calcula-se que 1 em cada 4 habitantes do mundo morreu durante o período.

Com a passagem do tempo a peste bubônica voltou assolar várias regiões do mundo, matando outros milhões de pessoas. Em dias mais atuais, ocorreu o avanço das medidas sanitárias e da oferta de medicamentos que permitem a redução do risco de morte. Assim sendo, a última epidemia de grande porte ocorrida com a contaminação por peste bubônica foi registrada no século XIX.

Isto é tudo por hoje e assim sendo, até a próxima!!

Curta nossa fanpage no Facebook!!

Fontes: História do Mundo, Info Escola, Minha Vida, Mundo Estranho, História de Tudo