Biografia – Quem foi Fernando de Noronha??

fernando2

Muitas vezes nos deparamos com os nomes de lugares onde vamos ou desejamos ir entretanto não sabemos o motivo de terem sido nomeados assim ou quem foram as pessoas que são homenageadas. Fernando de Noronha é o nome de um arquipélago brasileiro pertencente ao estado de Pernambuco, muito apreciado como um popular destino turístico brasileiro. Mas afinal, você sabe quem foi Fernando de Noronha??

A ilha e o homem

Fernando de Loronha, com L, também era conhecido como Fernão de Noronha, mas na verdade acabou passando para a nossa história como Fernando de Noronha, foi um rico português, empreendedor, comerciante e armador, foi o primeiro donatário da capitania da Ilha de São João da Quaresma, que hoje leva o seu nome. Acabou sendo homenageado pois além de ser o seu donatário, ainda foi o financiador da viagem que realizou a sua descoberta.

noronha

Natural das Astúrias, nasceu em 1470, sendo filho de Martim Afonso de Noronha e irmão de outro fidalgo da época: Martin Afonso de Loronha. Sua naturalidade, na verdade, merece uma explicação, pois há uma grande controvérsia sobre ela. Apesar de a maioria dos pesquisadores acreditarem que seu nascimento ocorreu nas Astúrias, alguns dos pesquisadores acreditam que ele havia nascido em Lisboa ou até mesmo era inglês. A família de Fernando possuía negócios na cidade de Lisboa, comerciando com pessoas da região e com o governo da Coroa Portuguesa.

Além disso, o empresário passou a desenvolver a atividade de armador e passou a ser o representante do banqueiro da Baviera Jakob Fugger (que ganhou o apelido de “O Rico”). O empresário era judeu de nascimento, que acabou por se converter ao catolicismo durante a sua vida com o objetivo de fugir da inquisição. Por isso, esses novos convertidos passaram a ser conhecidos como Cristãos Novos. Foi um nobre de grande importância na Corte dos Reis Dom Manoel I e Dom João III.

O Pau Brasil

Em 1501, formou um consórcio com outros cristãos-novos, todos empresários portugueses, e obteve da coroa um contrato para exploração do pau-brasil nas novas terras em 1503. Provavelmente ele esteve ligado já à expedição de Gonçalo Coelho realizada em 1501, que retornou a Lisboa com uma grande carga de madeira de pau-brasil e gerou muitos lucros aos seus financiadores. A maioria dos pesquisadores históricos afirma que ele foi um dos financiadores da expedição de 1503.

Apesar de muitas controvérsias entre historiadores, ele pode ter estado a bordo de uma das naus que em 24 de julho de 1503 avistaram a ilha chamada da Quaresma. O local foi rebatizado como Ilha de São João, e mais tarde como ilha de Fernando de Noronha. Com isso, foi um dos maiores exploradores de pau brasil da nossa história. Para se ter uma ideia sobre a lucratividade do comércio de pau-brasil, a exploração podia render um lucro de mais de 500%.

A mudança do Nome

Com o passar do tempo, passou-se a atribuir a ele a mudança dos nomes Ilha de Vera Cruz e Terra de Santa Cruz para Brasil. Tal fato nunca foi confirmado e tudo indica que se trata de nada mais do que antissemitismo com a intenção de manchar a sua história.

Deve-se ter em mente que os cristãos novos, empresários ricos e bem sucedidos eram alvo de vários ataques antissemitas e com a passagem do tempo, ondas de antissemitismo usaram eventos históricos para manchar as reputações de figuras identificadas com o judaísmo. Assim sendo, a teoria de que tudo não passou de antissemitismo ganha força e parece ser a real.

A Capitania de São João da Quaresma

Um dos fatos mais curiosos de sua trajetória foi o de que apesar de ter sido donatário da capitania de São João da Quaresma desde 1504, local que hoje conhecemos como a Ilha de Fernando de Noronha, nunca chegou a pisar no local. Isso ocorreu pois não manifestou interesse em explorar ou povoar a ilha que batizou. Ao longo do tempo, a ilha foi ocupada por alemães, franceses, ingleses, holandeses. Fernando de Noronha acabou falecendo na cidade de Lisboa em 1540.

A sua família permaneceu sendo de posse de seus descentes, que também não a ocuparam e finalmente foi incorporada à Capitania de Pernambuco em 1700.

Isto é tudo por hoje e assim sendo, até a próxima!!

Curta nossa Fanpage no Facebook!!

Fontes: UOL, Brasil Escola, Ilha de Noronha, Tropical Day Dreams, Info Escola, Superinteressante