O assustador caso do Triângulo de Bennington 2

  • por

Hoje trazemos a segunda parte da história sobre os desaparecimentos bizarros ocorridos no Bosque de Bennington. Vamos conhecer mais um pouco sobre esse caso??

Desaparecimento à vista de todos

Outros relatos de desaparecimento foram sendo colecionadas ao longo do tempo, a maioria sem condições de ser confirmadas entrando quase no terreno das lendas urbanas e quase não merecendo menção. Por outro lado, ao contrário desses desaparecimentos não confirmados, temos James E. Tetford, um morador local que, em 1° de dezembro de 1949 se encontrava em um ônibus que trafegava nos limites da floresta de Bennington.

Na ocasião, James simplesmente desapareceu de dentro do ônibus. Todos os ocupantes do veículo deram seu testemunho a polícia local e foram unânimes em dizer que o homem iniciou a viagem, não desceu do ônibus, e quando chegaram ao destino final do coletivo ele simplesmente já não estava no interior do veículo. Este homem que havia desaparecido sem deixar nenhum rastro nunca mais foi visto e passou a integrar a lista de desaparecidos do local. Novamente buscas foram feitas e cartazes foram impressos e espalhados no local, mas como nos casos anteriores, nada foi encontrado para solucionar mais esse mistério.

Um fato intrigante sobre o desaparecimento de Tetford é que, segundo algumas fontes, ele já havia enfrentado o desaparecimento de sua esposa alguns anos antes. Por certo você deve estar pensando se pelo menos esse desaparecimento foi resolvido, não é verdade?? Bem, as fontes são muito sucintas nas afirmações sobre o caso da esposa de Tetford, mas ao que tudo indica, esse foi outro caso misterioso e sem resolução.

Paul Jepson

O ano de 1950 guardava os dois últimos desaparecimentos daquela terrível sequência iniciada em 1945 e que tinha sido iniciada com o enigmático criminoso Henry Macdovel: Paul Jepson e Frieda Langer, que apesar de não terem desaparecido juntos e provavelmente nem se conhecerem, sumiram do Bosque de Bennington com uma diferença de apenas 16 dias entre um e outro.

Paul Jepson possuía 8 anos em 12 de outubro de 1950 quando desapareceu da casa onde vivia com sua mãe. Ela contou às autoridades que enquanto realizava tarefas domésticas de rotina seu filho simplesmente desapareceu de sua vista para nunca mais ser visto.

Mais uma vez a polícia organizou buscas minuciosas na área, dessa vez com a ajuda de cães farejadores. Os cães rastrearam a floresta e adentraram na área mais profunda do bosque ultrapassando e chegando até uma estrada próxima ao local. Esse feito fez com que fossem criadas teorias sobre o sequestro do jovem por um carro que teria parado na estrada. O mais estranho de todo caso é que nada justifica tal versão já que ninguém nunca encontrou nenhum rastro de Paul e ninguém nunca pediu nenhum resgate ou algo do gênero.

Frieda Langer

Ainda naquele mesmo mês, no dia 28, a jovem Frieda Langer visitou o bosque com a sua família e em uma caminhada que realizava com um primo tropeçou e caiu em uma área lamacenta. Por isso, decidiu retornar ao acampamento para se secar, trocar de roupa para prosseguir na caminhada. Seu primo decidiu não acompanhá-la mas como ela estava demorando retornou até o acampamento para ver o que se passava. No entanto, ao chegar lá, foi informado que ela não havia chegado retornado. O mais incrível é que mesmo com todos esses desaparecimentos, as autoridades ainda permitiam visitas ao local, que já havia se provado perigoso para visitantes

Nesta ocasião, a polícia resolveu utilizar outro plano para procurá-la: os oficiais pediram ajuda a militares e a voluntários e realizaram a busca não só por terra como também pelo ar. Entretanto, mais uma vez nem um rastro da jovem foi encontrado.

Aqui começa o mais estranho sobre o caso de Langer: depois de 7 meses após ser declarada desaparecida foi encontrado o seu corpo em um local descampado. Entretanto, o que mais chama atenção sobre isso é que o local onde o corpo foi encontrado havia sido alvo de buscas minuciosas por parte da polícia e militares, inclusive com o uso de cães farejadores mas nada havia sido encontrado na época.

No próximo artigo…

No próximo artigo, o terceiro e último de nossa série sobre a história do Bosque de Bennington. Vamos falar um pouco sobre as teorias que tentam explicar o que ocorre no local.

Isso é tudo por hoje e assim sendo, até a próxima!!

Curta nossa fanpage no Facebook!!

Veja também: 7 fatos que você deveria conhecer sobre as Linhas de Nazca

Fontes: O Universo Desconhecido, La Gaceta del Mistério, Super Curioso, Lo Que Nunca Viste, All That’s Interesting, Misterious Universe, Unsolved Histories e Listverse